• Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Blogger Social Icon

© 2017 por Multicentro Saúde. 

Comida com Afeto

Sabe aquela vontade de comer uma comidinha da vó? A lembrança especial que determinado alimento/preparação nos traz? O chazinho da mamãe que cura sua gripe com amor e carinho? O jantar para receber alguém que gostamos em casa? O café da manhã na cama preparado por alguém especial?

Isso tudo são exemplos de como a comida pode ter diversos significados entre eles, o de afeto. Amor, cuidado, carinho, uma data especial ou a vontade de agradar alguém querido sem motivos especiais.

E afeto é, na maioria das vezes, o primeiro significado que a comida tem na nossa vida. Afinal nosso primeiro alimento costuma ser o leite materno e através do ato de mamar criamos nosso primeiro vínculo afetivo, mamãe-bebê.

Mas também existe o outro lado da moeda, onde o afeto relacionado ao alimento não é algo saudável ou não nos traz boas recordações. Comer quando estamos tristes, ansiosos,preocupados, para preencher vazios. Alimentos que nos remetem experiências ruins, momentos desagradáveis, traumas de infância.

E considerar o valor afetivo atribuído aos alimentos é tão importante quanto os nutrientes contidos neles, algumas vezes até mais. Por isso eu sempre bato na tecla de que não faz sentido nenhum abandonar todos os alimentos fazem parte da nossa história de vida em detrimento da “saúde” e do emagrecimento. Os aspectos envolvidos na alimentação conversam entre si e não devem ser tratados de maneira isolada.

Vocês já repararam como é difícil seguir uma dieta com alimentos completamente diferentes do que você estava acostumado a comer? Geralmente são alimentos que não significam nada,muitos não fazem parte de nossa cultura, não trazem memórias, não dão prazer, pelo contrário, muitas vezes comemos com raiva, desgosto, de cara feia e sem achar saboroso, tudo em nome do emagrecimento fantasiado de saúde. E é claro que esse tipo de dieta vai durar pouco, não te faz feliz e o seu cérebro logo irá procurar por alimentos que o agradem.

Mas, como sempre, sequer colocamos a culpa sobre o verdadeiro culpado, a própria dieta e quem a propôs, e sim em nós mesmos. Por isso respeite seu paladar, sua cultura, seus sentimentos ao mesmo tempo que busca por uma alimentação mais equilibrada e saudável, uma coisa não precisa excluir a outra!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

É possível controlar a ansiedade ao comer?

April 29, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 25, 2019

February 13, 2019

January 29, 2019

January 28, 2019

January 23, 2019

Please reload

Arquivo