• Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Blogger Social Icon

© 2017 por Multicentro Saúde. 

A obesidade e a cirurgia bariátrica?

 

 

 

 

 

1- Dados sobre obesidade

A obesidade é considerada uma doença crônica, caracterizada pelo excesso de gordura no organismo, com desproporção na distribuição da gordura pelo corpo e que causa prejuízos à saúde de seus portadores. 

Atualmente já é conhecida como o mal do século por médicos e especialistas no Brasil e no mundo. O dado mais alarmante é o aumento progressivo de crianças e adolescentes com este problema no Brasil. 

Cerca de 2,1 bilhões de pessoas no mundo apresentam sobrepeso ou obesidade, sendo que quase todos os países sofrem dessa epidemia, inclusive o Brasil. A Organização Mundial de Saúde considera que estamos vivendo uma situação de epidemia global da obesidade. Nos EUA, cerca de 1 em cada 4 pessoas da população com mais de 20 anos de idade é obesa. No Brasil, os últimos estudos apontam que 34% da população adulta apresenta excesso de peso e 12,5% está obesa.

 Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), uma pessoa com sobrepeso gasta 25% mais em serviços com a saúde e ganha 18% menos do que o restante da população. 

 No Brasil, quando se analisa a população mais carente, já é constatado um aumento do consumo de alimentos altamente calóricos, como os carboidratos, e ricos em gordura, sal e açúcar, porém pobres em vitaminas, minerais e outros nutrientes. Ao mesmo tempo houve uma redução na atividade física devido ao aumento de atividades de natureza sedentária, uso de aparelhos eletrônicos em excesso, mudança nos meios de transporte e aumento da urbanização.

 

 2- Definição de obesidade

Como medir o acúmulo de gordura no corpo?

Existem vários parâmetros e índices que podem ser usados para esta função.

Um dos parâmetros mais comuns é o Índice de Massa Corpórea (IMC), que é obtido a partir da divisão do peso pelo quadrado da altura. Quando o IMC está acima de 30, pode-se considerar que a pessoa é obesa.

Outros parâmetros consagrados são: 

- medidas das dobras de pele;

- circunferências do corpo, como circunferência do quadril e da cintura ou circunferência abdominal;

- relação cintura/quadril (obesidade se > 0,9 em homens e > 0,85 em mulheres).

 

3- Classificação da obesidade pelo IMC e risco de doenças

O sobrepeso e a obesidade podem aumentar o risco de doenças como infarto agudo do miocárdio, diabetes, hipertensão, aumento de colesterol, derrame cerebral (AVC), entre outras. O risco é maior quanto maior o IMC:

IMC < 18: baixo peso - outros problemas clínicos (Anorexia)

IMC 20 a 24,9: peso normal

IMC 25 a 29,9: sobrepeso - risco discreto de doenças

IMC 30 a 34,9: obesidade grau I - risco moderado

IMC 35 a 39,9: obesidade grau II - risco grave

IMC > ou = 40: obesidade grau III - risco muito grave

 

4- Sintomas da obesidade

O excesso de peso pode causar diversos problemas, como:

- cansaço fácil;

- falta de ar;

- fadiga;

- dores pelo corpo;

- apatia;

- dores nas costas;

- abdome proeminente ou em avental;

- hérnias;

- tronco largo;

- sonolência excessiva durante o dia;

- indigestão;

- sudorese excessiva;

- azia e regurgitação;

- dificuldade para se movimentar;

- intolerância a atividade física;

- irritabilidade e alterações de humor;

- dor abdominal;

- dores nas articulações;

- irregularidade menstrual;

- dermatites por sudorese;

- estrias e celulite;

- acantose nigricans (manchas escuras na pele);

- inchaço em pernas e pés;

- varizes;

- hemorróidas.

 

5- Causas da obesidade

A obesidade pode estar relacionada a diversos fatores:

 

- disfunção do hipotálamo e da química cerebral;

- alterações hormonais;

- dieta com excesso de calorias;

- estilo de vida sedentário (falta de exercício físico);

- predisposição genética;

- uso de drogas e medicamentos;

- parada no uso do cigarro;

- desconhecida (idiopática).

 

6- Riscos da obesidade

O excesso de peso pode contribuir para o desenvolvimento ou agravamento de diversas doenças:

- diabetes e resistência a insulina (pré-diabetes);

- aumento de ácido úrico;

- aumento da pressão arterial;

- aumento de triglicérides e colesterol ruim (LDL);

- redução de colesterol bom (HDL);

- aterosclerose e infarto do miocárdio;

- trombose;

  • cardiopatias;

  • infertilidade;

- gordura no fígado e cirrose;

- cálculos biliares e na vesícula biliar;

- funcionamento inadequado dos pulmões (hipoventilação);

- desgaste das articulações, doença articular degenerativa ou osteoartrite;

- osteoartrose (artrose);

- distúrbios do sono, sonolência excessiva, roncos e até apneia obstrutiva do sono;

- risco de quedas, acidentes, entorses e fraturas;

- câncer de mama, câncer de próstata, câncer de colo de  útero e endométrio;

- depressão e transtornos de ansiedade;

- aumento de complicações durante o parto e risco de fetos com excesso de peso (macrossomia fetal).

 

7- Tratamento da obesidade

O tratamento fundamental é a mudança de hábitos de vida, ter um estilo de vida mais saudável.

O primeiro passo é o acompanhamento em equipe multidisciplinar com médico(a), nutricionista, psicólogo(a). 

Deve-se fazer uma dieta com menos calorias e rever toda a questão nutricional. A nutricionista Patrícia do Multicentro saúde é especializada e poderá ajudar nesses objetivos.

Deve-se sempre investigar a causa da obesidade, inclusive com a solicitação de exames gerais e de imagem.

A cirurgia bariátrica deve ser indicada a partir da falência do tratamento ambulatorial em equipe multiprofissional ou no caso de pacientes com obesidade grau III.

 

7- Indicações da cirurgia bariátrica

  • pacientes com Índice de Massa Corpórea (IMC) igual ou maior que 40, ou 

  • IMC 35 a 39.9, caso haja comorbidades associadas à obesidade, como diabetes, hipertensão, dislipidemias, entre outros problemas listados adiante;

  • pacientes com idade entre 18 e 65 anos e história de tratamentos clínicos, por pelo menos 1 ano, sem sucesso.

 

Em todos os casos existem duas perguntas a serem respondidas: 

  1. o paciente está dentro dos critérios de indicação indicados acima? 

  2. há algum critério de contraindicação, como doenças graves, tais como cirrose hepática, doenças renais, psiquiátricas, vícios (drogas, alcoolismo), disfunções hormonais, entre outros problemas?

 

O paciente deverá, obrigatoriamente, ter pleno conhecimento das características da sua obesidade e da cirurgia a ser realizada. Deve-se levar em consideração suas necessidades pessoais, riscos e limitações de cada cirurgia. Ele deverá participar de terapia em grupos de pacientes já submetidos à cirurgia, o que muito lhe ajudará a tomar uma decisão mais acertada. Esta decisão deve ser tomada a partir de reuniões do paciente com a equipe médica, nutricionista e psicólogo(a) que acompanham o caso.

 

8- Lista de 21 doenças que justificam a indicação da cirurgia bariátrica para pessoas com IMC entre 35 e 40:

- diabetes tipo 2;

- apneia do sono; 

- hipertensão arterial; 

- dislipidemia;

- doença coronária;

- osteoartrites;

- doenças cardiovasculares (infarto do miocárdio, angina, insuficiência cardíaca congestiva, acidente vascular cerebral, hipertensão e fibrilação atrial, cardiomiopatia dilatada, cor pulmonale e síndrome de hipoventilação);

- asma grave não controlada; 

- osteoartroses; 

- hérnias discais; 

- refluxo gastroesofágico com indicação cirúrgica;

- colecistopatia calculosa;

- pancreatites agudas de repetição; 

- esteatose hepática;

- incontinência urinária de esforço na mulher;

- infertilidade masculina e feminina; 

- disfunção erétil;

- síndrome dos ovários policísticos;

- veias varicosas em membros;

- doença hemorroidária;

- hipertensão intracraniana idiopática;

- estigmatização social;

-depressão.

 

Estamos a disposição para esclarecer as suas duvidas e fazer um tratamento adequado e personalizado conosco. Procure-nos, não deixe esta oportunidade passar em branco.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

É possível controlar a ansiedade ao comer?

April 29, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 25, 2019

February 13, 2019

January 29, 2019

January 28, 2019

January 23, 2019

Please reload

Arquivo