• Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Blogger Social Icon

© 2017 por Multicentro Saúde. 

Abuso sexual infantil

October 13, 2017

 

 

1-O que é abuso sexual?

Abuso sexual é tocar a sua parte íntima sem o seu consentimento, contra a sua vontade, ou manter relações sexuais de forma abusiva ou sob a base de uma ameaça ou uso da força e/ou arma. Mostrar pornografias para a criança também é abuso, assim como um casal praticar atos libidinosos com a presença de uma criança no recinto.

 

2-Quais os sinais e sintomas de uma criança que foi abusada sexualmente?

-sintomas depressivos(tristeza, choro, apatia, desânimo)

-sintomas de ansiedade 

-sentimentos de culpa e remorso

-afastamento dos laços familiares

-isolamento social

-dor nas partes íntimas 

-dor ou desconforto para urinar

-dor para evacuar

-dor na hora de se sentar

-agitação e/ou agressividade, fora do padrão habitual

-irritabilidade ou oscilações de humor

-hipersexualização

-erotização exacerbada da criança 

-sangramento nas fezes ou na urina

-comportamentos bizarros e não usuais desta criança 

-pensamentos de morte e/ou até suicidas

-automutilação 

-autoflagelação 

-desespero e angústias 

-menos valia

-menosprezar ou desvalidar os próprios sentimentos.

 

3-Porque falar de abuso sexual infantil?

Porque é um problema grave e quiescente que pode destruir a vida de uma ou mais pessoas. A vítima é a principal sifredora, mas muitas famílias também sofrem bastante e se culpam muito pelo fato ocorrido. O abuso pode ser prevenido, acontece em situações em que a criança ou adolescente fica sozinho(a) com o abusador, conhecido ou estranho ao seu contato. O abuso pode ser intra ou extrafamiliar, inclusive por vizinhos(as). Quando perpretado por familiares aumenta a complexidade das condutas a serem adotadas, especialmente se o convívio da vítima ocorrer diariamente com o(a) agressor(a). Uma das piores coisas que pode acontecer após o abuso é a culpabilização da vítima, acusar a criança ou adolescente de ter se “oferecido” para o adulto. 

 

4-Abuso sexual é crime?

Sim! O(A) agressor(a) deve ser denunciado(a) a partir do consentimento da vítima e na hora em que esta estiver preparada, forte psicologicamente o suficiente para isso, através da procura de órgãos competentes como a Polícia ou o Conselho tutelar.

5-Quem pode fazer a denúncia?

Qualquer adulto que seja responsável pelos cuidados da criança ou do adolescente. A denúncia é importante para romper o círculo vicioso da violência doméstica e evitar novos abusos. O abuso sexual pode estar relacionado a outras formas de violência, psicologica ou física ou até associado  a negligência.

O envolvimento familiar deve ser levado em conta e é fundamental para a amenização ou até resolução do problema. Todas as distorções de relacionamento abusivo na família necessitam ser avaliadas e tratadas pelo profissional procurado, para que se interrompa sua continuidade, que se dará no abuso  e na possibilidade de revitimização ou outras formas de violência. A identificação da violência doméstica e dos sinais/sintomas de alerta físicos e psicológicos para o abuso sexual fazem parte da avaliação. 

6-Que profissional devo procurar em caso de suspeita de abuso?

Todo(a) psicologo(a), enfermeiro(a), terapeuta ocupacional, pediatra e psiquiatra precisa estar apto a identificar os sinais e sintomas que a criança e o adolescente vítimas de abuso sexual trazem consigo e que estão listados acima. Todo(s) profissional(is) da saúde necessita(m) ser eficiente(s) na escuta, no exame clínico e no tratamento. O(s) profissional(is) deve(m) estar capacitado(s) para o manejo psicológico da situação de violência e ter conhecimento da legislação e meios de proteção legais e sociais existentes em sua comunidade, sempre necessários na assistência às vitimas de abuso sexual. O profissional pode optar por encaminhar a criança ou adolescente para um abrigo(SAICA) para a sua proteção e/ou encaminhar o cado para o Conselho Tutelar e/ou Vara sa Infância e da Adolescência. Os profissionais devem controlar a ansiedade, ouvir bem a família e o paciente em separado ou juntos conforme o caso para melhor manejo e conforto. Este tipo de escuta deve ser atenta, respeitosa e a denúncia deve ser posterior ao atendimento, quando a vítima estiver pronta para isso. O acompanhamento psicológico e psiquiátrico deste caso de abuso sexual é fundamental para a boa evolução da(s) pessoa(s) em sofrimento. Vale dizer que o sofrimento físico e psíquico é enorme neste caso. O tratamento envolve de maneira geral toda uma equipe trabalhando no cuidado da vítima e seus familiares. O(A) agressor(a) além da responsabilização pelo ato e criminalização, deve ser submetido à avaliação psiquiátrica e psicológica. A vítima deve ser levada ao IML em caso de denúncia para exame de corpo de delito. 

 

Os profissionais do Multicentro Saúde estão aptos para acolhê-los e para entender o seu sofrimento como vítima de ato tão desastroso, o tratando de forma muito ética e bastante profissional.


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

É possível controlar a ansiedade ao comer?

April 29, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 25, 2019

February 13, 2019

January 29, 2019

January 28, 2019

January 23, 2019

Please reload

Arquivo